Eu sou Próspero
E-mail: cervi@via.com.br
Telefone: (51) 9 8473-3303

Prezado Internauta!

 

Talvez você esteja surpreso, ou até mesmo frustrado. Com certeza você imaginava que, abrindo este link, daria de cara com uma linda planilha autoprogramada, e que, preenchendo os campos, teria resultados hipotéticos ou análises preestabelecidas baseadas nos números apresentados.

Na realidade o que queremos é a sua iniciativa de querer exercitar a coleta de despesas e receitas. Por exemplo, durante um mês.

E queremos dizer que você pode! Qualquer pessoa pode, basta ter iniciativa, atitude. A obra é você que idealiza! Crie uma planilha de acordo com suas idéias ou interesses.

O que quero dizer é que a linguagem dos números é sem dúvida, a fórmula mágica. Além de nos mostrar o caminho para a estabilidade financeira, cria a estabilidade emocional, pois nos coloca no comando do nosso dinheiro e nos permite estarmos mais presentes com a nossa família. Continue a leitura, logo estarás entendendo o que estou dizendo.

Essa fórmula mágica inicia com uma conscientização: “Você é dono do seu tempo”. Por isso é necessário planejar para melhor aproveitá-lo. Então não deixe as coisas acontecerem ao léo.

Para fazer um Orçamento Doméstico ou pessoal, existem diversas maneiras, cada um inventa a sua. Apenas vamos dar algumas dicas, mas vai da sua vontade , do seu interesse.

O importante é estar exercitando. Só assim, futuramente, você estará, através do seu orçamento, executando o Planejamento Doméstico de curto, (um ano) médio (até cinco anos) ou longo prazo (acima de dez anos).

O planejamento doméstico permite traçar os seus objetivos futuros; formação educacional/profissional, aquisição de bens, viagens, aposentadoria...

Aconselhamos iniciar o exercício do orçamento doméstico, nos três primeiros meses, sozinho, objetivo: ganhar confiança no que você está fazendo. Depois, a idéia é convidar os demais familiares a participar do exercício, através da colaboração da coleta, pensando, negociando, discutindo, interagindo, participando de reuniões familiares, com isso, estaremos gerenciando as receitas e despesas com o objetivo de buscar a Independência Financeira ou a satisfação pessoal,’é onde se atinge o equilíbrio ou estabilidade emocional.

 

Como iniciar o exercício do Orçamento Doméstico?
Para melhor organização, tenha um caderno ou algumas folhas de papel em branco, caneta ou lápis. Se preferir poderá criar uma planilha no seu computador. Esse material sempre tem que estar em um só lugar escolhido.

E, assim, organizado, vamos iniciar anotando nossas receitas (quanto se ganha em um determinado período), renda líquida, também em outra coluna da folha, vamos anotar todas as despesas diárias (quanto se gasta nesse período escolhido) dia a dia, até fechar o período.

No final do período, vamos somar todas as despesas. Não pode faltar nada, nem o cafezinho: empréstimos, impostos pagos, mercado (alimentação) transporte, farmácia, educação, lazer, vestuário, calçados, o chopinho com os amigos, TUDO! Não deixe escapar nada.

Para anotar gastos e receitas não necessitamos de muito conhecimento, basta saber fazer contas, ter boa vontade e disciplina.

Esse exercício inicial vai possibilitar, depois de alguns meses, estarmos classificando as despesas em categorias, ou seja, estaremos cada vez mais seguros e entendidos daquilo que estamos fazendo.

Que categorias de despesas?

Quanto se gasta com:

Alimentação, transporte, habitação, educação, saúde, lazer, impostos...

Vamos distinguir as despesas fixas e variáveis, o que consideramos despesas obrigatórias, essenciais ou gastos que poderão ser avaliados, enxugados, ou até cortados.

 

Se ainda tens dúvida; maiores informações ou detalhes de como montar ou estruturar uma planilha, bem como os benefícios do Orçamento Doméstico, convido você a visitar o link (OBRA): Livro: Independência e Estabilidade Financeira, com certeza você vai se maravilhar com os objetivos do Orçamento Doméstico e seus efeitos de união e participação no grupo familiar.

Uma ótima leitura a você!!!

E-mail: cervi@via.com.br | Telefone: (51) 9 8473-3303